Logo
Banner
Banner
Banner
Criação de Layout
Após adquirir um pequeno conhecimento sobre movimentos artísticos (História da Arte), escolher seu software preferencial para criação gráfica (Programas Gráficos) e passar pela etapa de planejamento, chegou a hora de colocar a mão na massa e partir para a criação dos layouts de projetos.

Cada web designer tem sua forma de conduzir o processo de criação. Alguns Criam somente um layout base e vai fazendo modificações junto ao cliente. Outros criam todas das telas em cima de um layout base para apresentação. E alguns, como no meu caso particular, criam 2 ou 3 opções de layout base para apresentação e fazem mudanças pontuais no caminho gráfico escolhido pelo cliente.
Alguns web designers gostam de apresentar um “wireframe” antes da apresentação dos layouts, para que o cliente já definia uma estrutura base de organização de informações. Na minha visão, vejo esta etapa útil para apresentação a pessoas que já tenham alguma experiência na avaliação deste tipo de material. Para clientes que nunca fizeram um site, vejo que pode confundir e prefiro pular esta etapa. Conheça um pouco mais nestes links:
- Website Wireframe
- The Complete Guide to Website Wireframe Design
- Mockflow

O layout criado, por mais lindo que ele seja, nunca será aprovado de bate e pronto sozinho. É necessária uma forma ou técnica de apresentar. Ao longo do tempo de experiência na área, você vai moldando sua própria forma de apresentação. O importante neste momento é saber que precisa construir uma metodologia de apresentação para auxiliar na aprovação dos layouts criados. Na parte de Organização e Atendimento -> Metodologia de Criação e Atendimento -> Como Enviar Informações para seu Cliente Sobre Andamento de Projeto explico um pouco sobre isso.

Muitas vezes, o web designer faz o papel de consultor de organização de informações no site, por ter experiência em montar layouts que facilitem o fluxo e acesso a informações importantes.

O primeiro passo para começar a criar os layouts, seria definir qual tipo de site e que tipo conteúdo o site vai comportar. Vou dar alguns exemplos de tipo de conteúdo.

Tipos de sites:

- Sites Institucionais:
Seriam sites relativamente simples para disponibilizar informações gerais sobre uma empresa, produto, trabalho, lugar, profissional ou pessoa. Normalmente, a estrutura é simplificada para acesso às informações de forma objetiva e rápida, com poucos links de acesso.

- Sites Educacionais:
Sites que comportam conteúdo didático para determinados assuntos. Uma característica importante deste tipo de site seria a previsibilidade de crescimento de conteúdo e links. Ou melhor, seria interessante projetar o layout de forma que alguns menus possam aumentar de quantidade e profundidade, na medida em que são introduzidos mais conteúdos.

- Comércio Eletrônico:

Sistemas que possam efetuar venda de produtos. Na maioria das vezes, pode conter um catálogo digital, organizado por categorias e filtros, além de carrinho de compras, cálculo de frete e cadastro. Claro que, conforme o e-commerce for crescendo, pode incorporar mais funcionalidades de automação e interatividade com o visitante, como sugestão de produtos similares, cupons de descontos, wishlist, entre outros. As possibilidades são infinitas. Além disso, pode também ser um site de vendas junto com uma parte institucional para apresentação da empresa.

- Portais e plataformas:
Voltado para funcionamento de idéias exclusivas. Seja um produto digital, seja um grande diretório estruturado de forma 2.0 (colaborativo) para reunião de informações sobre determinados segmentos ou assuntos. Este tipo de projeto também pode crescer infinitamente com agregação de recursos e funcionalidades. Além também de se transformar num e-commerce com venda de assinaturas ou market place, com venda de produtos de terceiros.

Tipos de Conteúdo:

- Conteúdo de Texto:
Quando o projeto tem a necessidade de apresentar textos massivos, combinados com imagens como principal conteúdo na navegação. Pode conter também vídeos e arquivos para download.
- Conteúdo de Publicações:
Serve para organizar diversos artigos, matérias ou notícias numa mesma página. A listagem de publicações apresenta informações básicas sobre um determinado artigo ou matéria, como título, pequena descrição, data, entre outros e um link para acessar o conteúdo na íntegra. A página de detalhes do artigo matéria pode, eventualmente, ser uma página de conteúdo de texto. 
- Conteúdo de Produtos:
Quando precisa apresentar produtos para navegação. Podem estar organizados em categorias e filtros. Normalmente, cria-se uma listagem de produtos e a página de detalhes do produto. A depender do tipo de produto, a página de detalhes pode se tornar um tipo de página de conteúdo de texto.
- Conteúdo de Cadastro:
Composto por formulários. A principal dificuldade seria na organização da diagramação para o formulário ser atraente para o usuário preencher. Especialmente difícil quando se trata de formulários extensos.
- Conteúdo de Galeria de Fotos ou Vídeos:
Listagem especial para acessar conjuntos de fotos ou vídeos. Tem uma estrutura similar ao de publicações, com a diferença que ao invés de ser matéria ou artigos, seriam galerias de fotos ou vídeos.
- Conteúdo de Enquete:
Página interativa com o usuário para apresentar perguntas e armazenar respostas dos usuários.
Cada tipo de conteúdo requer um cuidado especial para sua diagramação. Conforme vai criando projetos para diferentes segmentos, sua percepção sobre a necessidade de qual tipo de conteúdo definir para cada área do site vai ficando mais fácil. E se for organizado, vai montar uma biblioteca de elementos gráficos para auxiliar na base de criação dos layouts.

Quando avançar mais nas formas de criação de layouts ou, até mesmo, produtos digitais, vai sentir a necessidade de dar um toque personalizado para cada projeto que pode reverter em maior sucesso. Abaixo, um vídeo que apresenta cases interessantes sobre este como poderia fazer tal personalização.