Logo
Banner
Banner
Banner
Planejamento
Qualquer projeto, seja design gráfico, web design ou sistema, devemos começar pelo planejamento. Já adianto uma questão: mesmo depois de ter feito faculdade na área de desenho industrial, eu não concluí minha formação com uma metodologia sólida de planejamento de projetos. Então, se você também estiver meio perdido e não sabe exatamente onde começar, não se preocupe. Você desenvolverá sua própria metodologia, ao longo do tempo. Enquanto isso, quero ver se esta parte do conteúdo consegue suprir o que ficou ausente na formação tradicional. A idéia é complementar e atualizar esta parte constantemente.

Gostaria também de tentar explicar como funciona o planejamento de projetos de uma forma ampla, para que possa ser aplicado em outras áreas de criação e desenvolvimento, pois vejo muitos pontos em comum.

Antes de te encomendarem um projeto, você deve ter recebido uma solicitação de orçamento. Na verdade, o planejamento já inicia na formulação do orçamento. Especialmente porque, o mais indicado é você entender um pouquinho do segmento da sua prospecção antes de conversar com o possível cliente. Dessa forma, tem mais chances de realizar um fechamento com sucesso. Caso queira mais detalhes sobre como formular orçamento, visite esta parte do conteúdo clicando aqui.

Vou dar um exemplo. Vamos supor que você receba uma solicitação de orçamento de uma loja online de venda de peças de carros. A primeira coisa que você tem que fazer antes de formular o orçamento, é visitar algumas lojas online do mesmo segmento. Primeiramente, para tentar medir a quantidade de trabalho que terá pela frente e ajudar na cotação. Segundo, para ter uma pequena intimidade com o assunto, caso você e sua prospecção conversem sobre o projeto. Neste momento, você terá uma idéia macro sobre o projeto. Beleza – vamos em frente.

Depois do orçamento aprovado, você vai não só tentar planejar o projeto, mas vai também tentar conduzir o andamento do trabalho de forma que o cliente não se sinta sobrecarregado com informações e não se assuste com a carga de trabalho que ele terá que te auxiliar. Isso pode causar grandes problemas na relação profissional. Você tem que partir do princípio que seu cliente é leigo, preguiçoso e ocupado. Mas fique tranqüilo que vou explicar como contornar esta situação.

Já que o primeiro passo, antes da formulação do orçamento, tinha sido pesquisar de forma macro sobre o segmento do seu cliente, o segundo passo seria fazer um briefing com o cliente. Muitas empresas ou profissionais já possuem um questionário detalhado para enviar para os clientes. Caso queira seguir por este caminho, basta buscar no google por “questionário briefing (nome do tipo de trabalho: ex: web design)”. Tem alguns que são bem extensos. Não são todos os tipos de clientes que têm o perfil para preencher um documento word de 3 ou 4 páginas. De qualquer forma, vou passar um jeito sucinto e objetivo de como eu faço as solicitações, através de e-mail, para alguns casos:

Web Design:

- Logomarca (preferencialmente em arquivo vetorial, porém, se não tiver, pode enviar nos formatos que tiver disponível);
Obs: Caso não tenha uma logomarca definida, vou utilizar uma fonte bacana aqui para diagramar o nome do site. Ou, se quiser fazer um trabalho de criação de identidade visual, me avise que preparo um orçamento separado para isso.
- Qualquer material gráfico complementar que tiver desenvolvido (caso tenha);
- Estrutura dos links principais, caso já tenha definido. Caso não tenha, faço uma sugestão baseada na estrutura de links dos sites pesquisados do mesmo segmento.
Seria bom se conseguisse definir esta parte de forma simples, em estrutura “árvore”. Se algum link tiver um tipo de conteúdo especial, tentar assinalar ao lado de cada link. Como, por exemplo:
- Home (banner + texto)
- Quem Somos (texto)
- Serviços
    - Nome do Primeiro Serviço (texto)
    - Nome do Segundo Serviço (texto)
- Produtos (texto)
    - Exemplo de Nome de Uma Categoria (imagem + texto)
    - Exemplo de Nome de Outra Categoria (imagem + texto)
- Notícias (artigos)
- Parceiros (texto)
- Contato (texto + formulário)
- Sites de referência (caso tenha algum).

Ao longo do tempo, você pode acrescentar diversos itens. Após esta solicitação de informações, o cliente vai te enviar algumas coisas. Pode não ser as informações completas que necessita. Mas você vai avaliar se já seria o suficiente para começar o projeto.

No caso de sites, ainda tem uma outra situação que você também pode solicitar para adiantar o processo:

- Informações de acesso ao servidor atual (usuário e senha do painel de controle + endereço de FTP, usuário e senha);
Obs: Caso não tenha servidor definido ainda, faço num ambinete de hospedagem de teste e te ajudo na definição desta parte.
- Informações de login no registro.br (domínio), caso eu precise configurar o apontamento do domínio para algum servidor;
Obs: Caso prefira, ao invés de me mandar as informações de acesso desta parte, pode me definir como “contato técnico” para o domínio registrado, com o seguinte ID: xxx.
- Informações cadastrais básicas da empresa ou pessoa física em qual ficará cadastrado a conta do novo servidor (nome, razão social, nome do responsável, e-mail, endereço completo com cep, rg, cpf, cnpj, telefone fixo, etc).
- Para registro de domínio e contratação de servidor, vou precisar de nome completo, cpf, rg, data de nascimento, endereço, cep, tel fixo, cel e o e-mail principal em qual ficara registrado.

Caso seu cliente já tenha o servidor contratado, você pode criar uma página “em construção” bem simples, apenas com a logomarca e informações de contato. Isso tem um efeito de confiança que você não imagina o quanto. Com esta ação, ele percebe que você está interessado em agilizar seu projeto. Além disso, você vai “perder” uns 20 minutos do seu tempo pra fazer. Isso, se já não tiver criado um pequeno “template” com as informações básicas para todas as situações – fica a minha sugestão.

Ainda não terminamos a etapa de preparação do projeto. A próxima etapa já seria mais trabalhosa. Fazer uma busca mais detalhada sobre os concorrentes e sites similares. Inclusive fora do Brasil. Nesta etapa, você já consegue separar o material de acordo com o estilo que você acredita ser do seu cliente. Quando eu faço este tipo de pesquisa, vou salvando tudo numa pasta especial nos favoritos do Google Chrome, dentro de uma subpasta chamada de “projetos”. Apenas uma sugestão, pois, desta forma já estaria na nuvem. Mas você pode organizar e salvar onde quiser. O importante é salvar esta informação, pois pode servir de base para futuros projetos neste mesmo segmento, e precisará de menos tempo de pesquisa.
Agora que você já tem um início de idéia da estrutura que seu site vai seguir, eu faria uma pesquisa por mais estruturas de sites e imagens do segmento. Uma das minhas fontes de imagens favoritas é o Adobe Stock. Podemos encontrar diversas imagens que vão ajudar na composição do nosso layout. Vou listar alguns termos-chave comuns para achar alguns gráficos interessantes:
- web layout;
- website layout;
- infographics;
- web buttons;
- background abstract;
Acho que já entendeu o “espírito” da pesquisa. Além disso, podemos buscar por imagens para compor o banner e mais algumas partes do layout. Sempre bom apresentar os layouts as imagens de banners mais próximas do resultado final. Aumentam bastante a chance de aprovação do layout. Uma boa imagem de banner, pode ajudar a valorizar sua criação.

Dependendo do que precisar, talvez nem seria necessário abrir uma conta paga, pois muitas imagens podem servir apenas para inspiração. Eu tenho uma conta paga porque gosto de baixar alguns vetores e imagens de alta qualidade. Caso tenha interesse em abrir uma conta paga, pode acessar o banner abaixo que deve te dar algum benefício, como 30 dias grátis ou algo neste sentido.
Na medida que vou pesquisando as imagens nos sites de banco de imagens, vou salvando numa pasta especial, que chamo de “pesquisa imagens”, que fica dentro da pasta layout. Segue um pequeno exemplo de como faço uma organização inicial.
Até este momento, apenas armazeno o “preview” das imagens, sem comprar nada. Só faço alguma compra quando é extremamente necessário e na revisão final do layout, antes de enviar para o cliente.

Existem diversas outras plataformas de banco de imagens, que podemos encontrar com facilidade pelo Google. Fica a seu critério encontrar a que possui imagens com o estilo mais parecido com o seu. Além da forma de funcionamento, como assinaturas e etc. Existem plataformas com imagens de graça também. Normalmente, possuem menos variedade. Mas também possuem boas imagens.

Por fim, já começo a estruturar como seria a organização de informações no site, como:
- Quais seriam os links principais;
- Quais seriam os links secundários;
- Quais seriam as seções importantes para uma primeira páginas;
- Se teria algum “box" de destaque.
Além de alguns outros pequenos detalhes.

A partir deste momento, estou com tudo pronto para colocar a mão na massa e começar a fazer as criações iniciais. Caso você já tenha feito layouts de sites antes, eu faço uma pequena pesquisa dos sites que já fiz para ver se tem algum que posso aproveitar de base. Ou, quando é um segmento ou projeto bem específico, posso começar do zero.