Logo
Banner
Banner
Banner
Introdução à História das Páginas Eletrônicas
Não sou propriamente um pesquisador sobre o assunto. Porém, vou relatar alguns fatos sobre a história recente de web design através da minha vivência na área, pois considerando que se a linguagem HTTP foi criada em 1992, começou a se popularizar no meio dos anos 90 e criei meu primeiro portal em 1997, acredito ter embasamento suficiente para contar um pouco dessa história e com um fio condutor particular.

No meio dos anos 80, eu tive um contato distante com um recurso que, mais tarde, viria a ser parte fundamental da internet que conhecemos hoje. Meu padrasto possuía uma corretora de investimentos em Nova Iorque e, algumas vezes, o visitava.

Eis que um dia, me deparei com um dispositivo peculiar. Tratava-se de um aparelho em que o fone do telefone se encaixava nele e ficava perto do computador.

Servia para o computador se conectar a outro computador remotamente, via ligação telefônica e transmitir dados. No caso da corretora dele, possivelmente seria para transmitir ordens de compra e venda de papéis. Acredite ou não, isso era um modem.

Posteriormente, meu outro contato com conexão digital se deu em função de uma entrevista de emprego que eu iria comparecer. Um dos pré-requisitos, seria conhecimento em internet, que eu nunca tinha mexido. Mas tinha uma leve idéia de como funcionava. Mas não era o suficiente para o emprego. Então busquei ajuda com o irmão de um amigo de infância, no Rio de Janeiro, que tinha um escritório de design e era bem interado sobre o assunto.

Existiam diversos tipos de modems (placas com entradas para linhas telefônicas) e a que todos babavam era a de velocidade 56k.
Modem - anos 90 - interno.
Apesar da infraestrutura telefônica do Brasil, na época, não permitir tráfego maior que 28k, todos queriam este modem.

Nem todas as casas possuíam serviço de internet, como é comum hoje em dia. Então, marquei de ir na casa dele para ele me dar uma aula. Outro fator importante era que os planos de acesso não eram ilimitados e ainda pagava-se bem alto por "pulso" da ligação. Aos nostálgicos, lembro que o provedor era chamado Openlink. Ou melhor, a aula teria que ser bem agilizada.

Não teve grandes mistérios e aprendi o essencial que a entrevista demandava. Pesquisar por determinadas informações na internet e enviar e-mails.

Consegui o emprego. Era uma das primeiras agências de turismo virtuais que vieram a existir. Fiquei aproximadamente uns 6 meses, pois logo me convenci que queria prosseguir para a faculdade de desenho industrial que, sem eu saber, me daria a base necessária para me tornar um web designer.

Porém, no período que estive no emprego, pude ter uma noção de como funcionada o mercado de criação de sites, na década de 90. E de acordo com valores de manutenção pagos pelo site da empresa, mostrava-se um segmento promissor. Ainda mais que os recursos de programação dinâmica não tinham sido explorados ainda. Os custos de hospedagem, armazenamento e banco de dados eram muito altos. Os valores de prestação de serviço destes profissionais também. Não só pela escassez destes profissionais disponíveis, mais também por conta das ferramentas de desenvolvimento da época, ainda precários.


Os sites mais famosos para este tipo de interatividade eram Alta Vista, Excite, Infoseek, Lycos, WebCrawler, Yahoo e Cyber 411.
Como podem reparar pelas imagens acima, não existia nenhuma preocupação com a estética da interface gráfica. Mesmo porque, os layouts não eram criados por designers, e sim por programadores.

Acredito que o termo web designer já existia na época, mas, certamente, não tinha uma ênfase em estética, como é obrigatório hoje em dia.

Podemos reparar que os sites possuíam muitas tabelas. Programador só pensa em tabela. Ainda mais que o recurso de camadas (div) só veio bem depois e limitado por alguns navegadores, como o internet explorer. Aliás, o navegador daquele momento ainda era o netscape.

Para pesquisar sobre sites antigos, visite este site:
Wayback Machine
Trata-se de uma biblioteca digital com diversos tipos de mídias, inclusive sites, que foram realizados em épocas diferentes.

Depois que designers começaram a se interessar por criação de interfaces gráficas para páginas web, as coisas começaram a mudar drasticamente. Mesmo usando tabelas, que, na minha opinião, resultavam numa boa solução de codificação HTML, até para soluções "responsivas".

Quando escutamos o termo "responsivo" hoje, pensamos logo em mobile e tablet. Porém, estou falando dos finais dos anos 90, início dos anos 2000. Não sonhávamos com tal tecnologia ainda. O máximo que podíamos conceber, era tecnologia WAP.

O problema era outro, mas que ainda persiste em algumas situações até hoje - a dificuldade em desenvolver páginas web que se apresente de uma forma adequada em todas as resoluções e ainda explicar isso para o cliente. Se ainda é um problema hoje em dia, imagina no período em que, a maioria das resoluções dos monitores utilizados pelos visitantes, era de 800 x 600. Por esse motivo, possuo muitos projetos disponíveis em meu portfólio com estas dimensões menores.
Groiscom Imóveis - 2001
Foreign Trading Group - 2002
Blame it on Rio 4 Travel - 2004
Economia e Finanças - 2007
Casamento Carioca - 2008
Portfólio completo: www.jorgemauricio.com/pt/SiteProdutosDetalhes.aspx?idTbProdutos=1538
Deve estar estranhando alguns visuais destes exemplos de sites, certo? É difícil de nos colocarmos na época e imaginar as limitações que tínhamos além da falta de referências. Estávamos criando as bases gráficas que iriam resultar no que vemos hoje. Um processo evolucionário, longo e árduo, com tentativa e erro. Mesmo assim, acredito que ainda estamos em uma transformação constantes. Porém,menos intensa que naqueles anos.

Para se aprofundar mais sobre o assunto, acesse estes links:
- History of Search Engines
- How to Find it on the Net

Outro vídeo interessante sobre a evolução de web design: